América Latina terá semana de atividades em solidariedade à Palestina

Celebrações marcam o Dia da Solidariedade Internacional ao Povo Palestino


Reunidas em três organizações abrangentes, lideranças, ativistas e grupos ligados à causa palestina participarão de uma agenda movimentada em torno das celebrações do Dia de Solidariedade Internacional ao Povo Palestino, cuja data anual oficial é 29 de novembro.

Começando no dia 27 de novembro, a programação se estenderá por uma semana de atividades organizadas pelas entidades: o Fórum Latino-Palestino,  organização não governamental com sede em São Paulo, Brasil, que trabalha na construção de redes de apoio à causa palestina nos países latino-americanos; a Fundação Amigos da Palestina, Instituição argentina fundada por vários ativistas palestinos que vivem na América Latina e que trata dos assuntos da causa palestina em todos os seus aspectos humanitários, culturais e nacionais; e pelo Monitor do Oriente Médio.



Além de difundir conhecimento, apresentar análises críticas da conjuntura envolvendo a Palestina e as formas de solidariedade existentes, a proposta da semana é mobilizar o maior apoio possível à  causa palestina e combater a falsa narrativa israelense em torno da ocupação, expressando o claro apoio à luta e resistência do povo palestino.

Entre as principais atividades estão o Encontro, no dia 27, com vários ativistas brasileiros em apoio à causa palestina; uma ação de campanha no twitter programada para sábado (28)  nas redes sociais, em português, espanhol e árabe. Uma reunião, no domingo (29), com parlamentares que apoiam a causa palestina de vários países latino-americanos.



Na segunda-feira (30), haverá uma live com o Presidente da Federação das Instituições Palestinas no Brasil, Ualid Rabah. E na terça (01), está programado encontro online com vários ativistas de vários países América Latina em apoio à causa palestina. A semana será encerrada na quarta-feira (2), com a transmissão do documentário intitulado Gaza Vive.

Participantes das atividades na América Latina falarão em seu idioma original, em português ou espanhol, sempre com tradução ao árabe. Já o filme original em árabe terá legendas em português.

5 visualizações