Como combinar vinho e comida do dia a dia?

Selecionamos algumas dicas de vinhos para acompanhar pratos do dia a dia, como risoto de frango, ragu de carne, entre outras delícias.

Por: Chrystian Roberto


Carnes de caça, ostras e queijos curados são combinações sugeridas quando o assunto são vinhos. Mas vamos falar a verdade: quem é que come isso no dia a dia? Como a nossa proposta é derrubar mitos e o “nariz empinado” quando se fala em vinho, listamos sete receitas do cotidiano e indicamos vinhos de excelente custo e benefício para acompanhá-las. Experimente!



Pizzas de sabores clássicos

Calabresa, portuguesa, margherita ou frango com catupiry provavelmente são algumas das pizzas mais pedidas. Para harmonizar, em geral, opte por um vinho tinto. Escolha um representante de Portugal, fácil de beber, leve e versátil. O ideal é que os taninos estejam bem integrados. A nossa dica é o Pouca Roupa tinto, que vai bem com as pizzas mais gordurosas, como calabresa, ou bem temperadas, como a portuguesa.



Lasanha à Bolonhesa

Massa, carne vermelha, tomate e queijo: basicamente são esses os ingredientes que originam uma bela lasanha à Bolonhesa. Para harmonizar, sugerimos tintos de aromas frutados, médio corpo, macio e redondo, que ressalte a suculência de cada pedaço da lasanha. Aposte no português tinto Monsaraz DOC Alentejo.



Risoto de frango com cogumelos

Uma das principais características de um Risoto de Frango é a cremosidade que o queijo e a manteiga imprimem, além de todos os temperos que você coloca na receita e mais o cogumelo. Para harmonizar, um espumante seco vai muito bem, pois a acidez da bebida prepara o palato para a próxima garfada. Experimente com o português Messias Bairrada Brut, que vai muito bem com as refeições em geral.



Bife à Parmegiana

Para escoltar essa deliciosa receita, geralmente exagerada no quesito molho de tomate e queijo, a dica é optar por um vinho tinto italiano, de corpo médio e acidez destacada, para equilibrar a gordura e a textura da receita. Experimente o vinho toscano Corbelli Chianti DOCG, que irá harmonizar perfeitamente.



Arroz de Forno

Cenoura, milho, ervilha, ovos e muitos temperos verdes. Uma receita de sabores e texturas variadas que pede um vinho branco saboroso, com boa acidez, aromas e sabores de frutas com notas herbáceas. Sirva com o chileno branco Estrellas Sauvignon Blanc, equilibrado e muito refrescante, ótimo para essa receita!



Ragu de carne com polenta

Para harmonizar essa receita de molho substancioso e bem temperado, escolha um vinho tinto de textura aveludada e taninos macios, que tenha características frutadas e de especiarias para harmonizar com a pimenta-do-reino e os outros temperos da carne de panela. Nossa sugestão é o Nieto Senetiner Pinot Noir. Uma dica aqui é utilizar o mesmo vinho que você irá servir na hora de cozinhar a carne.



Macarrão com molho pesto

A base do molho pesto é o manjericão, aromático e refrescante, mas também há a untuosidade tanto do azeite de oliva extravirgem quanto do Pinoli (ou nozes). Teste com vinho branco que tenha breve passagem em madeira, pois essa característica dará ao rótulo certa untuosidade em boca que combinará com a receita. Nossa sugestão é o espanhol Chan de Rosas Clásico, vinho branco elegante, leve e refrescante.





5 visualizações