Embaixada de Luxemburgo apoia vernissage da artista Joanna Scharlé em Brasília

A Embaixada de Luxemburgo em Brasília, apresentou neste sábado (08 de maio), uma exposição das obras da artista mineira Joanna Charlé.


Joanna é descendente de um luxemburguês que veio para o Brasil há muitos anos atrás trabalhar na empresa Belgo -mineira. Engenheiro , figura ilustre pertencente à história da siderurgia internacional. Albert Scharlé foi funcionário da Arbed, no seu país de origem, Luxemburgo. Em 1929, foi convidado para implantar as usinas Siderúrgicas no Brasil , em Minas Gerais. O sítio pertencente a ele em Belo Horizonte se transformaria no Bairro Luxemburgo.



O  Embaixador  de Luxemburgo no Brasil,Carlo Krieger e sua esposa Nicole, receberam convidados para um coquetel e a abertura d a exposição” BLOCOS”, de Joanna Scharlé de Vasconcelos. A artista plástica, de dupla nacionalidade, “imprime nas suas policromáticas pinturas, esculturas e desenhos, a forte expressão das variadas raças do planeta multifacetado. Assim, estende a herança luxemburguesa a seus trabalhos, mesclando-a ao Brasil multirracial onde nasceu. São criações que remetem ao ancestral e ao porvir por meio de contemporâneo olhar abrangente das possíveis formas de construir, desconstruir e refazer-se por meio da Arte, a partir da pesquisa e incansáveis estudos em localidades europeias, americanas e brasileiras”, escreve Rogério Zola Santiago, Mestre em Crítica pela Indiana University, USA..  Entre os presentes estavam embaixadores de outros países como Finlândia e Geórgia e convidados do embaixador que residem na capital federal.


Texto e imagens: Fabiana Ceyhan

58 visualizações