Instituto Claro seleciona projetos da região Centro-Oeste para a 8ª edição do Campus Mobile

Na região Centro-Oeste foram selecionados 8 projetos


O Campus Mobile, concurso de inovação e empreendedorismo para universitários promovido pelo Instituto Claro, terá um recorde de projetos participantes em sua 8ª edição. São 94 projetos selecionados de todas as regiões do Brasil, sendo 8 da região Centro-Oeste. O objetivo é incentivar a formação de talentos para atuar no segmento de conteúdo e serviços mobile, a iniciativa tem parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio do Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (LSI-USP). 

A 8ª edição, que é considerada a maior desde que o programa surgiu, teve um total de 304 inscrições – 40% a mais do que no ano anterior -, com 685 participantes de 25 estados do país. Os 94 projetos selecionados, todos inscritos por estudantes universitários e recém-formados, estão divididos em seis categorias: Saúde, Games, Educação, Diversidade, Smart Cities e Smart Farms.



De 6 a 31 de janeiro, os selecionados passarão por uma etapa de formação. A cada semana, eles vão acompanhar palestras online (transmitidas ao vivo pelo YouTube) com especialistas em tecnologia, inovação e, também, com integrantes das bancas avaliadoras de cada uma das categorias. As transmissões serão abertas ao público e têm o objetivo de aumentar o conhecimento e fornecer informações para que os jovens incrementem suas ideias e se preparem para as próximas etapas do concurso.

A primeira fase é a semana presencial, que acontece em fevereiro, em São Paulo (SP), os participantes ficarão cinco dias imersos em maratonas de programação (hackatons), mentorias, palestras, oficinas, visitas técnicas e apresentação dos projetos. Nessa fase, a ideia é aprimorar o que já foi desenvolvido, fazer ajustes nos projetos e deixá-los prontos para a banca que irá selecionar os finalistas da 8ª edição.

Ao final, serão escolhidos, entre os finalistas, seis projetos vencedores, sendo um de cada categoria. Além de um prêmio em dinheiro, os participantes ganham uma viagem de imersão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, para conhecerem algumas das mais importantes empresas de tecnologia do mundo.

Confira os projetos selecionados da região Centro-Oeste:


Categoria Diversidade

· Fala Mulher - Aplicativo de proteção a mulheres para casos de violência e estupro – 3 integrantes – MS

Aplicativo para ajudar mulheres em emergência; visando o acionamento do serviço de segurança pública.

· produtorAs– 3 integrantes – TO

Plataforma para divulgação e comercialização de produtos feitos por mulheres que moram em áreas rurais.


Categoria Games

· Corpo: proteção máxima – 1 integrante – DF

Nesse jogo de estratégia em tempo real (RTS), o jogador tem sob seu comando o sistema imunológico de um paciente, com objetivo de derrotar as doenças que o ameaçam.

· Market Rush – 2 integrantes – DF

Endless Runner dentro de um Super Mercado. O jogador deve coletar todos os produtos da lista de compras com cautela, pois produtos fora dela podem custar muito caro.

· Sephyr – 3 integrantes – DF

Jogo de plataforma 2D em um mundo de fantasia na idade medieval, onde o jogador deve ser habilidoso para desviar dos ataques dos inimigos para derrotá-los.


Categoria Smart Cities

· Futura - Casas inteligentes, despesas inteligentes – 3 integrantes – MS

Sistema IoT que permite saber em tempo real o consumo de energia elétrica dos equipamentos de sua casa; o aplicativo deve disponibilizar as informações de consumo e estimativa de gastos, além de permitir ligar/desligar os aparelhos.

· Share Food – 3 integrantes – MS

Marketplace para pessoas que queiram vender produtos alimentícios de forma autônoma ou para quem tiver excedentes para doação.

· weSearch – 3 integrantes – RJ, GO

Plataforma que visa conectar pesquisas científicas desenvolvidas nas universidades com empresas potencialmente beneficiadas pelos resultados.


Categoria Smart Farms

· SAL: Soil Analysis by Light – 1 integrante – MS

Sistema de monitoramento da qualidade do solo através da análise óptica da concentração de matéria orgânica presente nele com exibição dos dados no celular.

Para saber mais sobre os projetos selecionados, acesse:

https://www.institutonetclaroembratel.org.br/nossas-novidades/conheca-os-projetos-selecionados-para-a-8a-edicao-do-programa-campus-mobile/.


SOBRE O INSTITUTO CLARO

A área de Responsabilidade Social da Claro investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto Claro, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto Claro é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Conheça outras realizações no site do Instituto: https://www.institutoclaro.org.br/

8 visualizações