WhatsApp estreia no Brasil ferramenta que permite pagamentos no aplicativo

Atualizado: Jun 17

Sistema conta com parcerias do Banco do Brasil, Nubank e Sicredi e por enquanto possibilita até vinte transações financeiras ao dia

Por: Chrystian Roberto


O WhatsApp anunciou nesta segunda (15) o lançamento de uma nova ferramenta que permitirá a realização de pagamentos no aplicativo. Disponibilizada primeiro no Brasil, a função dá aos usuários a possibilidade de fazer transações financeiras para outras contas dentro da plataforma usando o sistema do Facebook Pay – que a empresa declara no anúncio como base para expandir a iniciativa no futuro a todo o ecossistema de apps do Facebook.

De acordo com o anúncio, os pagamentos no WhatsApp poderão ser feitos com cartões de crédito e débito do Banco do Brasil, Nubank e Sicredi inscritos nas redes Visa e Mastercard, além de contar com a Cielo como parceira inicial da manutenção do serviço – ainda que a companhia declare que o modelo é aberto de forma a aceitar mais parceiros no futuro. Tudo com múltiplas camadas de segurança, incluindo criptografia dos dados dos cartões e uso de PINs e biometria.



Há alguns limites, entretanto. O usuário só poderá enviar R$ 1000 por transação e realizar até 20 transações por dia, sendo que o limite financeiro no mês é de R$ 5000 e o sistema só funciona dentro do Brasil e com o Real – pagamentos internacionais estão fora da jogada no momento.

Do lado das empresas, a informação mais importante é que o Facebook vai cobrar uma taxa fixa competitiva de 3,99% a cada transação feita dentro do sistema para o WhatsApp Business, oferecendo em troca funções como opção de pagamentos ilimitados de crédito e débito, reembolsos e suporte técnico 24 horas.



Além de ser mais um passo da companhia em direção ao cenário sugerido pela Libra, moeda virtual que no momento desenvolve apesar dos obstáculos, o sistema de pagamentos do WhatsApp é também uma forma do Facebook incorporar para seu negócio o mecanismo de transferências financeiras do WeChat, rede social chinesa que se tornou numa das principais plataformas de vendas do país após introduzir o recurso.

O segredo para o sucesso, aos olhos da empresa de Mark Zuckerberg, é mirar nos pequenos negócios que veem esta operação como uma forma de alavancar sua receita, algo que o diretor de operações Matt Idema corrobora no anúncio ao dizer que “Pequenas empresas são fundamentais para o país.” e que “A capacidade de realizar vendas com facilidade no WhatsApp ajudará os empresários a se adaptarem à economia digital, além de apoiar o crescimento e a recuperação financeira”.

4 visualizações